21°
Máx
17°
Min

OMS recomenda uso de vacina da Sanofi contra a dengue

A farmacêutica francesa Sanofi disse nesta sexta-feira que um painel de especialistas da Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou o uso de sua vacina contra a dengue em países onde o mosquito vetor da doença é disseminado. A notícia abre caminho para campanhas de vacinação na Ásia e na América Latina.

As recomendações do painel são baseadas na revisão de dados de 25 estudos clínicos, conduzidos em 15 diferentes países pelo mundo, informou a companhia em comunicado.

A vacina, chamada de Dengvaxia, protegeu dois terços das pessoas contra a dengue entre aqueles com 9 anos ou mais, em dois grandes estudos clínicos na América Latina e na Ásia, que envolveram mais de 40 mil crianças e adolescentes. A vacina é mais eficaz na proteção contra a dengue severa, potencialmente fatal, e consegue impedir 93% desses casos. Além disso, reduz as hospitalizações por dengue em 80%.

A recomendação representa um marco significativo para a farmacêutica sediada em Paris, que aposta em novos produtos como a Dengvaxia para impulsionar seus lucros, em meio à crescente competição em alguns de seus principais mercados.

A dengue infecta 390 milhões de pessoas ao ano no mundo, 96 milhões das quais precisam de tratamento, segundo a OMS. Apenas os casos mais graves, ou cerca de 500 mil ao ano, resultam em internações - uma grande proporção desses casos é de crianças e idosos.

O vírus gera alguns casos mais graves, similares a uma forte gripe, com dor nas juntas e cansaço extremo. A dengue é fatal em 2,5% dos casos, segundo a OMS.

A vacina da Sanofi para a dengue já recebeu aprovação no Brasil, em El Salvador, no México e nas Filipinas. Fonte: Dow Jones Newswires.