20°
Máx
14°
Min

Onça-parda morre atropelada em rodovia do interior paulista

Uma onça-parda morreu após ser atropelada por dois carros na altura do km 43 da rodovia Prefeito Aziz Lian (SP-207), em Artur Nogueira, no interior de São Paulo, na noite de sábado, 13. O felino tentava atravessar a pista quando foi atingido pelos dois veículos. A Polícia Militar Ambiental de Mogi Guaçu, acionada por uma equipe do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), recolheu o corpo da onça.

Segundo a polícia, tratava-se de um animal macho jovem, com cerca de 55 quilos, e com evidência de estar em boas condições de saúde até o atropelamento. Os ocupantes dos carros não se feriram.

Foi a segunda morte este mês de onça-parda, também conhecida como suçuarana, no interior do Estado por atropelamento. No dia 1º de agosto, um animal adulto foi morto no km 388 da rodovia Marechal Rondon, em Presidente Alves. O felino, também um macho, foi levado para análise no zoológico de Bauru.

De acordo com o diretor do zoológico, Luis Pires, os acidentes com grandes felinos estão se tornando frequentes no interior. Entre as causas estão a substituição das matas por lavouras e as queimadas, comuns nesta época do ano. Ele contabilizou, nos últimos dois anos, dez mortes de onças-pardas atropeladas apenas na região de Bauru, mas o problema acontece também em outras regiões.

No dia 28 de julho, foi registrada a morte por atropelamento de uma onça-parda em Nova Europa, região de Araraquara. No dia 14 do mesmo mês, um animal da mesma espécie foi encontrado morto na rodovia Leônidas Pacheco (SP-304), entre Ibitinga e Borborema, na mesma região.

Jaguatiricas

Outros felinos também foram vítimas de atropelamentos, nos últimos meses, em rodovias paulistas. No dia 27 de julho, uma jaguatirica foi morta na rodovia Rio-Santos (SP-55), em Bertioga, litoral paulista. O felino era uma fêmea adulta. Um filhote da espécie foi encontrado morto, com marcas de atropelamento, na rodovia Osni Mateus (SP-261), em Lençóis Paulista, no início de julho. Em 23 de junho, uma jaguatirica adulta foi achada morta no acostamento da rodovia João Baptista de Cabral Rennó (SP-225), em Bauru.