24°
Máx
17°
Min

Outras 15 árvores caem na capital paulista

Pelo menos 15 árvores caíram nas primeiras horas desta quarta-feira, 18, nas regiões central e oeste da capital paulista. Foram cinco em Higienópolis, cinco na região da Sé, duas na Lapa e uma na Vila Madalena, Sumaré e Butantã. Desde janeiro, quase 1,5 mil árvores tombaram na cidade.

À 1h15 foi registrada a queda de uma árvore na Rua Itambé, altura do número 502, próximo à Universidade Presbiteriana Mackenzie, que ocupou uma faixa da via. Minutos depois, uma segunda árvore veio a baixo na mesma rua, diante do número 267, próximo à Rua Piauí. Uma faixa também foi ocupada.

Por volta do mesmo horário, também em Higienópolis, uma árvore caiu na altura do número 15 da Avenida Higienópolis, bloqueando a calçada, e outra na Rua Itacolomi, número 419, ocupando uma faixa. Às 2h da manhã, a Rua Pernambuco, 109, registrou outra queda de árvore.

No mesmo horário, vegetação caiu no bairro do Sumaré, na Rua Catalão, 203. Às 3h30, na Lapa, a queda de uma árvore ocupou totalmente a Rua Frei Inácio Gau, próximo à Rua Votuporanga.

Aproximadamente às 6h da manhã, duas árvores caíram na Rua Dona Veridiana, em Santa Cecília: uma delas veio a baixo na Rua General Jardim, ocupando totalmente a vida, e outra próximo à Rua Marquês de Itu, que se estendeu pela calçada. Perto das 7 horas, houve queda de árvore também no cruzamento da Avenida Pacaembu com Rua Tupi, que ocupou o passeio. Às 9 horas, na altura do número 260, uma vegetação caiu na Rua Santo Amaro, na Bela Vista.

Na Vila Madalena, por volta das 8h, uma árvore caiu na Rua João Batista Leme da Silva, altura do número 2460, ocupando toda a vida. Também houve queda na Rua Apinagés, em Perdizes, e na Rua Doutor Laudelino de Abreu, no Butantã.

Alagamentos

A chuva voltou à capital na manhã desta quarta-feira. Às 9h10, o Centro de Gerenciamento de Emergências decretou estado de atenção para alagamentos em toda a cidade.