22°
Máx
17°
Min

Padrasto de jovem morta na Linha Amarela tentou desviar de bloqueio de bandidos

A adolescente Ana Beatriz Frade, de 17 anos, foi assassinada na manhã deste sábado, 7, depois que o seu padrasto tentou fugir com o carro onde ela estava, sentada no banco do carona. O crime aconteceu durante um arrastão perto da Linha Amarela, na altura do bairro de Del Castilho, na zona norte do Rio, informou o delegado da Delegacia de Homicídio, Rivaldo Barbosa, em entrevista ao RJTV, da Rede Globo.

"Ele tentou, num ato natural, sair do bloqueio, mas os bandidos, num ato covarde, efetuaram o disparo", disse o delegado.

Ana Beatriz morreu ainda no local. No banco traseiro do carro, havia um bebê, que saiu ileso ao assalto. Após os disparos, o motorista dirigiu até a Linha Amarela, a cerca de 500 metros, para pedir socorro e foi auxiliado por policiais.

No arrastão, o veículo de uma policial militar, onde havia armas, foi roubado. Ela abandonou o carro antes dos ladrões chegarem. A Delegacia de Homicídio procura essa policial para seguir com as investigações.

Em comunicado divulgado pela manhã, a Polícia Militar informou que três criminosos estiveram envolvidos no arrastão. Mas o delegado do caso disse terem sido mais de cinco os envolvidos.