22°
Máx
16°
Min

Pai que matou dois filhos diz ter agido por ciúmes e vingança

(Foto: Reprodução Internet) - Pai que matou dois filhos diz ter agido por ciúmes e vingança
(Foto: Reprodução Internet)

O zootecnista Hugo Imaizumi, de 41 anos, que matou os dois filhos a facadas e enviou imagens do crime por WhatsApp para a família da esposa, no último domingo, 25, disse à Polícia Civil que cometeu os crimes por ciúme e para se vingar de uma suposta traição da mulher.

Ele foi ouvido na noite dessa sexta-feira, 30, pela titular da Delegacia de Defesa da Mulher, Dálice Aparecida Ceron, no Hospital de Base de São José do Rio Preto, onde continua internado. O homem contou ter dopado as crianças antes do crime para que nada sentissem, mas negou ter enviado as imagens para a família da esposa.

Imaizumi, que tem doutorado em Ciência Animal pela Universidade de São Paulo (USP), assassinou os filhos de 3 e 4 anos durante a madrugada, na casa da família. Ele retirou as crianças que dormiam no quarto com a mãe e as levou para outro cômodo, onde usou uma faca para cortar a garganta dos filhos.

Em seguida, ele tentou se matar, com facadas no peito e na garganta, mas foi socorrido ainda com vida. Ao acordar e ver a cena, a mulher correu para a rua em busca de ajuda - o telefone da casa havia sido desligado pelo marido.

Segundo a delegada, o zootecnista deu detalhes do crime e disse que agiu sozinho, isentando a mulher de qualquer participação. Ele confirmou ser o autor da carta encontrada ao lado dos corpos, em que acusa a mulher, uma fisioterapeuta de 39 anos, de traição.

Em depoimento, ela negou a acusação, mas admitiu que o relacionamento com o marido havia acabado. Imaizumi foi indiciado por duplo homicídio qualificado e, assim que receber alta, será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Rio Preto. Ele está sob escolta policial. Por envolver crianças, o processo vai correr em segredo de justiça.