20°
Máx
14°
Min

Papa elogia acordo colombiano com as Farc, mas não aceita designar enviado

O papa Francisco elogiou o acordo de paz feito entre o governo colombiano e as Forças

Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), mas declinou o convite para nomear um emissário para

auxiliar na seleção de juízes de uma comissão de verdade e justiça.

Francisco prometeu seu apoio ao acordo alcançado pelo governo e as Farc para acabar com o conflito armado mais prolongado do Ocidente.

A Santa Fé disse em um comunicado que o papa "está satisfeito com a notícia do encerramento das negociações entre o governo e as Farc diante da conclusão do intenso processo realizado nos últimos anos, e ele tem o prazer de reiterar o seu apoio à meta de alcançar harmonia e reconciliação de todos os colombianos, à luz dos direitos humanos e dos valores cristãos que estão no centro da cultura latino-americana".

No entanto, para a seleção de juízes para a comissão da verdade, o papa disse que "seria mais apropriado que esta tarefa seja confiada a outros organismos".

A parte mais controversa do acordo permitiria que os rebeldes confessassem seus crimes e evitassem a prisão, servindo penas de até oito anos ajudando a reconstruir aéreas afetadas pelo conflito. Fonte: Associated Press.