27°
Máx
13°
Min

Para driblar interdição, ônibus terão faixa em via paralela à Paulista

Para "driblar" interdições, os ônibus que circulam pela Avenida Paulista, no centro da capital, vão poder recorrer a faixas exclusivas instaladas à direita de vias paralelas a partir desta segunda-feira, 4. Elas serão ativadas quando houver algum tipo de interrupção no trânsito, como em casos de protesto ou acidente, e também aos domingos, quando a Paulista é fechada para veículos motorizados.

As faixas para o transporte público foram implantadas no eixo formado pela Alameda Santos e por parte das Ruas Cubatão e Abílio Soares, no sentido Paraíso. Já no sentido Consolação, a faixa foi instalada em toda a extensão das Ruas Cincinato Braga e São Carlos do Pinhal, além de um trecho da Rua Antonio Carlos. Ao todo, são 5,8 quilômetros.

Em nota, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) afirma que o objetivo é "priorizar a circulação do transporte coletivo, com melhoria do desempenho dos ônibus nas vias paralelas à Avenida Paulista, redução nos tempos de viagens, maior conforto e segurança aos usuários beneficiados".

Sinalizações foram instaladas para avisar os motoristas de carros quando as faixas forem ativadas. Com o amarelo piscante acionado, apenas o transporte público poderá circular na faixa à direita das vias - nos demais momentos todos os veículos podem circular. Segundo a CET, a fiscalização será intensificada quando as faixas exclusivas estiverem em funcionamento.

De acordo com a companhia, 22 linhas de ônibus municipais, com frequência de 151 coletivos por hora, passam pelos trechos onde as faixas exclusivas foram instaladas. Por dia, são transportados 231 mil passageiros. A CET também lembra que transitar na faixa exclusiva é considerado "infração gravíssima" pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), punida com sete pontos na carteira e multa de R$ 191,54.