21°
Máx
17°
Min

Para MPE, Haddad sabia de problemas

(Foto: Divulgação) - Para MPE, Haddad sabia de problemas
(Foto: Divulgação)

O Ministério Público Estadual tem convicção de que o prefeito Fernando Haddad (PT) tinha conhecimento dos problemas financeiros da Fundação Theatro Municipal e, mesmo assim, autorizou pagamentos nos contratos pedidos por José Luiz Herência, ex-diretor da entidade.

Em depoimento ao MPE, o então secretário de Cultura, Juca Ferreira, afirmou que pediu a Haddad a liberação dos recursos após ser convencido por Herência da necessidade dos pagamentos. Herência diz que alertou o prefeito sobre os problemas financeiros em reunião em 2015. Haddad e Ferreira são investigados pela suposta má gestão. Para o MPE, mesmo que Haddad tenha sido convencido a autorizar os pagamentos com base em argumentos técnicos, ficou comprovado que o dinheiro foi desviado e usado em um esquema de corrupção. Segundo o MPE, isso já é indício suficiente para apurar a conduta do prefeito em inquérito civil.

Em nota, Haddad informou que, em 2015, houve uma reunião entre ele e Herência sobre a necessidade de suplementação de recursos para a programação daquele ano. Foram analisados critérios técnicos e pagos R$ 6 milhões. Depois, Herência pediu mais R$ 18 milhões, o que despertou suspeitas e o início da apuração. Ferreira disse que teve a confiança traída por Herência. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.