24°
Máx
17°
Min

Para polícia, jovem de 19 anos atirou pedra que matou adolescente na Imigrantes

A polícia considera esclarecido o assassinato de um adolescente morto com uma pedrada no dia 26 de maio na Rodovia dos Imigrantes, no trecho de Cubatão, litoral sul paulista. De acordo com o delegado Gaetano Vergine, diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior 6 (Deinter 6-Santos), o artefato foi jogado por Marcos Augusto Ferreira da Silva, de 19 anos, o Menor Pó, que está preso e não tem passagens por outros crimes. "Ele disse, no interrogatório, que jogou a pedra porque percebeu que o carro, mesmo com a pista obstruída, não ia parar. Então, ele atirou para obrigar o motorista a frear e acertou a vítima dentro do veículo", explicou Vergine.

Também foi preso Luiz Fernando Bento de Oliveira, de 19 anos, conhecido como Neguinho, que tem passagem por receptação. "Esse rapaz confirmou que estava no local do crime quando a pedra foi atirada e confessou ter participado da ação na pista", disse o diretor do Deinter 6-Santos. A prisão temporária dos dois jovens já foi decretada. Ambos serão indiciados por latrocínio (roubo seguido de morte). Um adolescente de 15 anos que também foi identificado por testemunhas é procurado. Ao menos oito pessoas participaram do crime.

O caso teve grande repercussão e, no dia seguinte ao crime, policiais militares do 2º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (2º Baep), intensificaram as operações na região da Vila Esperança, em Cubatão, às margens da rodovia, em conjunto com a Polícia Civil. Segundo o coronel Ricardo Ferreira de Jesus, comandante da PM da Baixada Santista, na principal ação, feita na última quinta-feira, 2, os policiais ficaram dentro da comunidade por mais de 24 horas.

Duas pessoas morreram nessa operação, entre elas o eletricista Douglas Cardoso da Cruz, de 22 anos, atingido por dois tiros. No boletim de ocorrência, os policiais afirmam que o rapaz - morador da Vila Esperança, recém-demitido da Usiminas e que não tem outras passagens - estava armado e carregava drogas. A mãe do jovem, Janice Vieira Cardoso, de 42 anos, rebate essa versão. Ela diz que seu filho havia levado a namorada à escola e, no retorno, foi surpreendido por um tiroteio, correu para casa, mas foi retirado do imóvel, levado à força até um matagal e executado pelos PMs no local.

"A polícia tem sido enfrentada constantemente por criminosos quando invade essas comunidades. São regiões de difícil acesso e realmente perigosas. Neste caso, houve um enfrentamento e os policias reagiram. É claro que a família tem o direito de questionar, mas todas as circunstâncias dessa operação estão sendo apuradas. Um inquérito já está instaurado em Cubatão", afirmou o delegado Gaetano Vergine.

"Essa região tem um grande potencial de agressividade contra o trabalho policial. Entre a Baixada Santista e o Vale do Ribeira, nós já contabilizamos 24 homicídios neste ano. E os policiais militares já foram enfrentados com violência, a tiros, 92 vezes. Somente em Cubatão foram 15 vezes", destacou o comandante da PM. "Desde o início dessas operações na Vila Esperança, as equipes foram alvo de disparos de arma de fogo por quatro vezes. Por isso, o efetivo do trabalho feito a partir da quinta-feira, 2, foi bem maior. Nós usamos 16 viaturas do Baep, quase 70 homens", disse o coronel Ricardo Ferreira de Jesus.

Planejamento

Devem ser definidas nos próximos dias as novas medidas que serão implementadas no Sistema Anchieta-Imigrantes para tentar conter a ação de criminosos nas rodovias, principalmente nos trechos de Cubatão, Santos e São Vicente. Uma reunião entre a Ecovias, concessionária que administra o sistema, e a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) está marcada para esta semana e a pauta do encontro é a segurança. A informação foi confirmada ao Estado pela assessoria de imprensa da Ecovias.

Após o crime, o secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, admitiu que o plano que já havia sido colocado em prática para inibir os assaltos, inclusive com a construção de dois muros de 3 metros de altura entre os quilômetros 58,5 e 59,5, precisa ser revisto e melhorado. O secretário deve visitar a região nesta sexta-feira, 10. Entre as medidas que a SSP vai solicitar estão a instalação de câmeras exclusivas para monitoramento no começo e no fim dos muros, com inclusão do vídeo analítico para avaliar situações de risco, como pessoas invadindo a pista ou o agrupamento de indivíduos atrás do muro. Além disso, também será solicitada a melhoria na iluminação até a interligação com a Via Anchieta - um trecho de aproximadamente 2 quilômetros.

Pedrada

O adolescente Reinaldo Lima de Souza Júnior, de 17 anos, estava no banco do passageiro de um Fiat Ideia quando foi atingido por uma pedra, jogada contra o carro por assaltantes que estavam na lateral da pista, na altura do km 59, região da Vila Esperança, em Cubatão, por volta das 22h do último dia 26 de maio. A pedra tem 40 centímetros de comprimento, 30 centímetros de largura, pesa aproximadamente 20 quilos e atravessou o parabrisa, atingindo em cheio o jovem, que estava dormindo. Ele foi levado por homens da Polícia Rodoviária para o Pronto-Socorro de Cubatão, mas já chegou à unidade sem vida.