20°
Máx
14°
Min

Passageiros a bordo de avião filmam eclipse a 11 mil metros de altura

Passageiros a bordo do voo 870, da Alaska Airlines, vivenciaram uma experiência rara na última terça-feira, 8. Da aeronave, puderam ver o eclipse total do Sol, a 11 mil metros de altura. O fenômeno foi registrado e publicado nas redes sociais.

Não foi apenas sorte. Segundo relato da Alaska Airlines, a bordo da aeronave estavam dezenas de astrônomos que haviam esperado e planejado o voo exatamente para assistirem ao fenômeno.

Tudo começou quando, há cerca de um ano, Joe Rao, astrônomo do planetário Hayden, do Museu Norte-Americano de História Natural, que nesta terça ocupou o assento 32F, descobriu que o avião faria o trajeto de Anchorage, no Alasca, para Honolulu, no Havaí, caminho perfeito para apreciar o eclipse. A notícia se espalhou pela comunidade de 'caçadores de eclipses'.

O grupo de astrônomos combinou com a companhia aérea um plano de voo específico, que otimizasse a experiência de assistir ao eclipse, levando em conta as condições do tempo e os ventos. Apesar de todo o planejamento, o time por pouco não perdeu o espetáculo: o voo foi antecipado em 25 minutos, mas os astrônomos pediram à companhia aérea que fizesse o percurso no tempo previsto anteriormente.

"Somos todos caçadores de eclipse veteranos que viajam ao redor do mundo para nos aquecermos na sombra da Lua por alguns minutos preciosos", disse Rao.