24°
Máx
17°
Min

Planejamento também garante que não faltará dinheiro para combate ao zika

O ministro do Planejamento, Valdir Simão, garantiu na manhã desta sexta-feira, 19, que apesar do ajuste fiscal, não vai faltar dinheiro para o combate ao vírus da zika e ao mosquito Aedes aegypti. Ele participou de uma ação de combate ao mosquito no Instituto Federal de Brasília (IFB), uma escola técnica pública, em Samambaia, região administrativa do Distrito Federal. No local, ele fez uma palestra para os estudantes e depois saiu pelo campus, acompanhado de agentes do Exército, para uma vistoria em busca de possíveis focos do mosquito.

A expectativa é que o ministro apresente ainda nesta sexta o contingenciamento do Orçamento Federal, um ajuste que deve ficar próximo de R$ 24 bilhões. Durante o evento, no entanto, ele evitou fazer comentários sobre o Orçamento ao ser questionado. "Nós estamos aqui com ação importante, estamos vivendo uma emergência em saúde e vamos falar hoje com as crianças e adolescentes sobre o enfrentamento do zika vírus", disse. "Não faltarão recursos para o enfrentamento do zika e ao Aedes aegypti", garantiu depois de questionado se o ajuste fiscal poderia comprometer a campanha contra o mosquito.

Depois da palestra, Simão andou pelo campus do instituto, onde encontrou garrafas e outros possíveis focos. Acompanhado de estudantes e agentes do exército, ele ainda distribuiu panfletos e recolheu garrafas e outros potes onde seriam possível juntar água parada.