21°
Máx
17°
Min

Polícia detém 230 pessoas em festa promovida por facção criminosa no Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão deteve neste fim de semana 230 pessoas que participam de uma festa promovida por uma facção criminosa em uma chácara no bairro Recanto do Turu, na capital. Armas de fogo, sendo uma pistola .40 - de uso das Forças Armadas - e um revólver, cocaína, crack, maconha e lança-perfume foram apreendidos.

Na hora em que os agentes das Superintendências Estaduais de Investigações Criminais (Seic) e de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) chegaram, houve troca de tiros. Com a confusão, alguns participantes da festa conseguiram fugir.

A polícia foi informada do encontro por meio de uma ligação anônima. Do total de detidos, cerca de cem eram adultos - vários com passagem por tráfico, homicídio e roubo, mas nenhum com mandado de prisão em aberto -, e 130 eram adolescentes, que foram liberados mediante termo de responsabilidade dos pais. Todos foram encaminhados à sede da Seic em um ônibus.

A promotora do evento foi identificada somente como Adélia. Ela foi autuada por fornecer bebida alcoólica para menores de 18 anos e permitir o livre consumo de drogas no local.

Histórico

Em outubro de 2015, mais de 120 pessoas, sendo 80 menores de idade, foram detidas em circunstâncias parecias. Todas participavam de uma festa no bairro do São Cristóvão, também em São Luís (MA).

Em janeiro do mesmo ano, 80 pessoas foram detidas suspeitas de integrar uma facção criminosa da capital maranhense, durante a festa de um grupo na região do Parque Timbiras, onde foram conduzidos à delegacia 54 homens, entre adolescentes e uma criança de 11 anos, e 27 mulheres.