22°
Máx
14°
Min

Polícia do Rio caça Fat Family em área de facção em São Gonçalo

- Polícia do Rio caça Fat Family em área de facção em São Gonçalo

Município da região metropolitana do Rio com 1,044 milhão de habitantes, São Gonçalo abriga o criminoso Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, de 28 anos, resgatado há três meses do Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro do Rio. Investigações da Polícia Civil indicam que o traficante está em uma favela da cidade dominada pela facção criminosa Comando Vermelho (CV).

Os policiais militares que trabalham no 7.º Batalhão, o único da Polícia Militar (PM) em São Gonçalo, estão orientados a buscar pistas de Fat Family nas favelas e nos loteamentos pobres que patrulham. As incursões têm sido diárias, especialmente no Complexo do Salgueiro e em favelas na área do Anaia, com maior atuação do CV.

Líder da facção na Favela Santo Amaro, no Catete, zona sul carioca, Fat Family foi resgatado por 25 bandidos armados com fuzis e pistolas que invadiram o Souza Aguiar na madrugada de 19 de junho deste ano. Um paciente morreu e dois homens ficaram feridos na troca de tiros que aconteceu durante a ação dos bandidos. Depois disso, as Polícias Civil e Militar têm fracassado nas buscas ao traficante, cuja prisão chegou a ser considerada, logo após o resgate, uma "questão de honra" pelo delegado Rivaldo Barbosa, diretor das Delegacias de Homicídio do Estado. Mesmo ferido com um tiro no rosto e com o peso estimado em cerca de 150 quilos, Fat Family ainda não foi localizado pelos policiais, passados 84 dias do resgate.

Na quinta-feira passada, a PM fez uma operação no Anaia, à procura do traficante. Na semana anterior, o Complexo do Salgueiro foi ocupado pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope), mas Fat Family, que estava escondido ali, teria conseguido escapar para o Anaia. Na chegada às favelas do Anaia (Coruja, Jóquei e Mineiro), os PMs do 7.º Batalhão foram recebidos a tiros, de acordo com o relato que fizeram. Não houve feridos. A PM informou ter apreendido uma espingarda e drogas.

Fat Family é irmão de Marcos Antônio Firmino da Silva, o My Thor, um dos líderes do CV, preso na penitenciária de segurança máxima de Catanduvas (PR). O serviço Disque-Denúncia oferece recompensa de R$ 3 mil para quem informar o paradeiro do criminoso. Uma das pistas recentes indica que, agora, ele está na favela das Palmeiras, em uma casa protegida por comparsas.

Crimes

São Gonçalo registrou um recuo histórico nos índices de criminalidade ao longo de 2015. Em 2016, os índices voltaram a crescer - de janeiro a março, foram registrados 95 homicídios dolosos (intencionais), aumento de 61% em comparação com o mesmo período do ano anterior, quando houve 59 casos. Os roubos a pedestres aumentaram 42,7% no período.

O aumento de roubos teria irritado até traficantes do CV que atuam no complexo do Anaia: em 6 de julho, cartazes foram colados em postes das favelas da área anunciando um suposto "comunicado do Comando Vermelho": a partir daí, estava "proibido roubar cidadãos, comércios, celulares, carros e motos" e quem "for pego roubando vai ser punido severamente". "Se matar inocente vai pagar com a vida", completava o cartaz. "Nossos familiares andam de ônibus, compra (sic) celulares, carros e motos para pagar as prestações (sic)", justificava o comunicado. Os traficantes estariam tentando proteger seus parentes desse tipo de crime. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.