22°
Máx
16°
Min

Polícia do Rio investiga ameaças de morte feitas ao vocalista da banda Detonauta

A Polícia Civil do Rio abriu inquérito para investigar ameaças sofridas pelo cantor de rock Tico Santa Cruz, vocalista da banda Detonauta. Segundo o cantor, ele recebe ameaças de morte por telefone e por rede social desde novembro do ano passado. Na semana passada, os alvos foram os seus dois filhos e, por isso, o cantor decidiu recorrer à Justiça. O caso está sendo analisado pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas. Já as ofensas recebidas em sua página no Facebook estão sendo investigadas pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI).

De acordo com o cantor, advogados de organizações ligadas aos Direitos Humanos mapearam dezenas de perfis que fizeram comentários ofensivos em sua página na rede social Facebook. Entregues à polícia civil, segundo ele, a DRCI identificou 25 perfis que poderiam ser classificados como injúria, difamação e ameaça.

"As pessoas estão perdendo o limite do bom senso com estes ataques. Estão saindo de um meandro de brincadeira para um meandro perigoso. Me ligam desde novembro me ameaçando, dizendo que vão me dar uma surra, mas na semana passada envolveram a minha família e, quando a vida de terceiros está em jogo, é diferente. Por isso, resolvi tomar medidas legais e policiais. Já autorizei a quebra de sigilo do meu telefone", afirmou.

O cantor, que é conhecido por publicar no seu perfil no Facebook textos que defendem a esquerda e critica posições de deputados federais como Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Jair Bolsonaro (PP-RJ), disse que não vai se intimidar com as ameaças. "É uma forma me botar pressão e terror. Mas pelo contrário, vou continuar publicando os meus posicionamentos. Escrevo muitas coisas na internet que não atendem a determinados interesses e tem pessoas ligadas a grupos políticos que não gostam. Estamos voltando ao tempo de censura, mas eu não vou mudar. Amanhã vou para a Brasília, na Secretaria Nacional de Direitos humanos para me proteger e me informar", disse.

Na última sexta-feira, o vocalista banda Detonautas publicou em seu perfil do Facebook um vídeo em que relata as ameaças aos seus seguidores na rede. Ele conta que, no mesmo dia, se encontrou com o secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, que lhe orientou a acionar as delegacias.