22°
Máx
14°
Min

Polícia prende 2 acusados de assalto a empresa de segurança em Campinas

A Polícia Civil de Campinas, em São Paulo, prendeu na tarde de terça-feira, 17, em Hortolândia, duas pessoas envolvidas no assalto à empresa de segurança Vipper, ocorrido no dia 1º de maio. Para entrar no local, os criminosos usaram coletes de identificação da Polícia Federal e alegaram que cumpriam um mandado de busca e apreensão.

Segundo o delegado José Carlos Fernandes, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), a polícia suspeitava da participação de um morador do centro de Hortolândia identificado como Baiano. Os investigadores ficaram de campana até conseguir prender o suspeito, que confessou o envolvimento no crime. Na casa dele foi encontrada uma arma calibre 12 com numeração raspada com as mesmas características das armas roubadas na empresa de segurança.

Baiano disse que recebeu a arma de outra pessoa, moradora do bairro Jardim Amanda II, na mesma cidade. Ela foi presa e em sua casa foram achadas outras três armas calibre 12, além de coletes e roupas com identificação da Polícia Federal.

"A investigação continua e temos informações da participação de pelo menos quatro pessoas no caso. Também investigamos a possibilidade deles terem recebido informações privilegiadas da empresa para realizar o assalto", disse o delegado.

A polícia também apura se houve facilitação para a entrada dos bandidos. "Os funcionários alegam que foram enganados por causa das roupas da Polícia, mas não descartamos nenhuma possibilidade", afirmou Fernandes.

No assalto, o bando levou 60 armas de fogo, muitas de grosso calibre, munição e coletes à prova de balas.

Também neste ano, no dia 14 de março, assaltantes invadiram em Campinas uma empresa de valores, com armamento pesado e explosivos. Estima-se que tenham levado cerca de R$ 50 milhões.