28°
Máx
17°
Min

Prisão preventiva a estupradores não foi pedida por 'detalhe', diz secretário

O secretário estadual de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, defendeu na noite desta sexta-feira, 27, a decisão da Polícia Civil de não pedir ainda a prisão preventiva dos suspeitos de estuprar uma adolescente de 16 anos no sábado, 21, na zona oeste da cidade e depois divulgar o crime na internet. Segundo ele, se a prisão não foi pedida, é porque faltou algum "detalhe" jurídico.

"Existe um delegado à frente da investigação e se ele não o fez é porque não reuniu subsídios para isso. Ou se prende em flagrante ou mediante mandato. Tem que consubstanciar esse pedido", afirmou Beltrame, em entrevista coletiva, ao lado do ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes.

Beltrame admitiu que a falta da prisão preventiva pode permitir a fuga dos suspeitos. "Mesmo assim, para que se peça a prisão preventiva, ela tem que ser bem fundamentada", afirmou Beltrame, reafirmando que, se a prisão não foi pedida, é porque, "juridicamente", faltam "detalhes".