23°
Máx
12°
Min

Professores em greve fazem protesto no Rio

Após assembleia que decidiu pela continuidade da greve, iniciada no dia 1° de março, os professores da rede estadual de ensino do Rio iniciaram uma passeada rumo ao Palácio da Guanabara, na zona sul da capital fluminense. Cerca de 500 docentes e estudantes participam do ato, na Rua das Laranjeiras, segundo os organizadores. A Polícia Militar informou que não divulgará o número de manifestantes.

A coordenadora do Sindicato dos Professores do Estado do Rio (Sepe), Marta Moraes, disse que a categoria quer ser recebida pelo governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), para cobrar uma contraproposta de reajuste salarial. "Nós pedimos aumento de 30% referente apenas às perdas salariais desde o governo Sergio Cabral (PMDB). Queremos uma resposta para avançar na negociação", afirmou.

Os professores também cobram a realização de eleições diretas para diretores das escolas ainda este ano e pagamento imediato dos salários. A Secretaria Estadual de Educação informou que já enviou projeto de lei para estabelecer a eleição de diretores, a partir de 2017.

A mobilização conta com a participação de estudantes que ocupam escolas no Rio de Janeiro. Os alunos realizaram protestos na manhã desta quarta-feira e fecharam oito ruas e avenidas da cidade.