22°
Máx
17°
Min

Secretaria de Direitos Humanos repudia estupros no Rio e no Piauí

A Secretaria Especial de Direitos Humanos emitiu nota nesta sexta-feira, 27, expressando repúdio pelos casos de estupro coletivo no Rio, onde uma menina foi atacada por 30 homens, e no Piauí, onde outra adolescente foi agredida por cinco. "Estes casos revelam de forma extrema a violência de gênero cometida contra mulheres e meninas, por serem mulheres e meninas, invocando o componente essencialmente cultural fundado em relações desiguais de poder entre homens e mulheres", declarou a secretária Flávia Piovesan.

O crime contra a adolescente de 16 anos no Rio ganhou repercussão após o crime ter sido gravado pelos agressores, que divulgaram o material na internet. Até o momento, foram identificados quatro homens: Michel Brazil da Silva, de 20 anos, Lucas Perdomo Duarte Santos, de 20 anos, Raphael Assis Duarte Belo, de 41 anos, que aparece na imagem do lado da jovem, e Marcelo Miranda da Cruz Correa, de 18 anos, envolvido na divulgação das imagens da vítima. Todos tiveram a prisão pedida pela polícia.

Na mensagem, Flávia falou que os casos são ainda mais graves em razão da idade das vítimas, ambas adolescentes. Ela pede providências. "É fundamental a adoção de medidas eficazes, sob a perspectiva de gêneros, voltadas ao dever do estado de investigar, processar e punir perpetradores. Essencial também é a adoção de medidas de integral apoio e assistência às vitimas", disse.

Nas redes sociais, um movimento que pede o fim da cultura de estupro ganhou volume após a divulgação dos crimes. Para a secretária de Direitos Humanos, é preciso uma educação voltada a combater essa cultura. "A que se fortalecer uma educação não sexista e não discriminatória, com base em uma educação que enfrente a cultura da violência contra as mulheres e na busca de assegurar a igualdade entre gêneros, em plena consonância com a ordem constitucional e com os tratados de Direitos Humanos ratificados pelo Estado Brasileiro", acrescentou.

Piauí

O crime no Piauí aconteceu contra uma jovem de 17 anos, que foi alcoolizada, drogada e estuprada por cinco homens no município de Bom Jesus, a 635 quilômetros ao sul de Teresina, na sexta-feira, 20. A vítima foi encontrada seminua e amordaçada com a própria roupa intima, numa construção no centro da cidade. O ato foi praticado por um jovem de 18 anos e outros quatro menores, que foram todos apreendidos. Nesta sexta-feira, 27, o juiz de Bom Jesus, Heliomar Rios Ferreira, determinou a soltura dos quatro adolescentes apreendidos como suspeitos do estupro coletivo.