22°
Máx
14°
Min

Secretário do Rio diz que não adotará parte do plano

O secretário de Educação do Estado do Rio, Wagner Victer, afirmou ontem que não adotará algumas medidas propostas pela reforma do ensino médio do governo federal. Victer disse que, no Rio, as disciplinas de Artes e Educação Física continuarão sendo obrigatórias. "Estas disciplinas continuarão obrigatórias. Não teria motivos para aumentar a carga horária e tirar estas disciplinas, que servem até para evitar a evasão escolar. Além disso, não pode o Rio ter sido a capital do esporte do mundo e acabar com a Educação Física."

Victer afirmou que a formação pedagógica continuará sendo exigida para a contratação de professores. A Medida Provisória estabeleceu que podem ser contratados "profissionais com notório saber". "Ter notório saber não impede que o professor faça um curso de formação pedagógica. Retirar essa exigência acaba desvalorizando o magistério." Já a adoção universal do regime de ensino integral é vista como positiva pelo secretário. Mas ele afirma que, sem verbas, não será viável.