21°
Máx
17°
Min

Secretário quer reforço na Imigrantes após morte de jovem atingido por pedra

(Foto: Rodrigo Paneghine/ SSP-SP) - Secretário quer reforço na Imigrantes após morte de jovem atingido por pedra
(Foto: Rodrigo Paneghine/ SSP-SP)

A morte do adolescente Reinaldo Lima de Souza Júnior, de 17 anos, na quinta-feira passada na Rodovia dos Imigrantes, no litoral paulista, provocou uma reavaliação no planejamento recém-implementado para tentar conter a criminalidade em todo o Sistema Anchieta-Imigrantes.

A polícia divulgou ontem o retrato falado de um dos suspeitos de participar do crime. "Eu não posso deixar de observar que o crime migra. Por isso, vamos reunir policiamento territorial, civil e rodoviário para criar um plano melhor", afirmou o secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, durante entrevista em Santos.

O adolescente dormia no banco do passageiro de um Fiat Ideia quando foi atingido por uma pedra, jogada contra o carro por assaltantes que estavam na lateral da pista, na altura do km 59, região da Vila Esperança, em Cubatão. A pedra pesava cerca de 20 quilos e atravessou o para-brisa, atingindo a cabeça do jovem, que morreu antes de chegar ao hospital.

O secretário rejeitou a teoria de que tenha havido falha no esquema de segurança montado recentemente no local, que incluiu a construção de dois muros de três metros de altura entre os km 58,5 e 59,5, no trecho da Vila Esperança, além da instalação de câmeras de vigilância e de pontos de iluminação pela Ecovias, concessionária que administra o sistema.

"Não houve falha. Nós não tínhamos o mapeamento de ocorrências naquela localidade. Agora, infelizmente, houve um crime bárbaro no local. O que vamos fazer é aperfeiçoar o projeto já existente", disse o secretário. Barbosa Filho informou que as ações de batalhões especiais nas comunidades da região deverão ser intensificadas também nas vésperas de feriados.

Reforço

Entre as medidas que a secretaria vai solicitar à Ecovias está a instalação de câmeras exclusivas para monitoramento no começo e no fim dos muros para avaliação de situações de risco, como pessoas invadindo a pista ou grupos atrás do muro, visando a dar mais agilidade à ação policial.

Além disso, também será solicitada à concessionária a melhoria na iluminação até a interligação com a Via Anchieta - um trecho de aproximadamente 2 quilômetros.

O delegado titular de Cubatão, Antônio Sérgio Messias, que também participou da entrevista coletiva realizada ontem, afirmou que as investigações sobre a morte do jovem estão adiantadas. "Desde o registro da ocorrência, nós começamos a apurar as informações e apresentamos o álbum com fotos de suspeitos para as pessoas que estavam na rodovia e compareceram à delegacia. Com base nesse trabalho, foi elaborado o retrato falado de um dos criminosos", disse. "Nós temos informações confiáveis sobre os participantes. Esperamos prender esses suspeitos nas próximas horas, que serão encaminhados para o reconhecimento", acrescentou o delegado responsável pela apuração do caso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.