27°
Máx
13°
Min

Temer visita linha 4 do metrô carioca

O presidente em exercício, Michel Temer, é esperado na manhã deste sábado, 30, para a inauguração da Linha 4 do Metrô, no Rio de Janeiro. O ministro da fazenda, Henrique Meirelles, também deve participar do evento. Temer deverá embarcar na estação Nossa Senhora da Paz, no bairro de Ipanema, na zona sul do Rio, por volta das 10h30. Ele sairá na estação Jardim Oceânico, na barra da Tijuca, zona oeste, onde haverá uma cerimônia de abertura do metrô.

A previsão é que o presidente assista a uma apresentação sobre a obra da Linha 4, ainda na estação Nossa Senhora da Paz, por volta das 10h40. Em seguida embarca para a estação Jardim Oceânico, na Barra, onde haverá a cerimônia de inauguração do novo trajeto do metrô carioca.

A segurança no bairro de Ipanema foi reforçada, com carros do Exército e soldados armados para receber a visita do presidente. Também há um veículo do Grupo Antibombas e do Corpo de Bombeiros, além da Polícia Militar. Em entrevista para jornalistas estrangeiros em Brasília, nesta sexta-feira, 29, Temer disse está fazendo tudo o que é capaz para prevenir um ataque terrorista durante os Jogos Olímpicos, entretanto, não descartou a possibilidade de algum incidente.

"O governo está em alerta. O governo está tranquilo. Eu acredito que haverá paz durante os Jogos Olímpicos", disse Temer. "O que nós não podemos garantir é que alguém um pouco louco não faça algo estúpido", afirmou. O presidente em exercício deve retornar à Brasília às 12h40 deste sábado.

A previsão total de gastos na linha 4 do metrô Ipanema - Barra é de R$ 9,7 bilhões. A obra é do Governo do Estado com suporte financeiro do Governo Federal, em parceria público-privada (PPP). É a empreitada mais atrasada e cara dos Jogos Olímpicos: será inaugurada na segunda-feira, 1º de agosto, mas a princípio só para a "família olímpica" - usuários credenciados para os jogos. Inicialmente, o trecho deveria estar pronto no início de 2016, mas atrasos já deixaram uma das estações para 2018.