22°
Máx
17°
Min

Temporais com granizo atingem cinco cidades no interior paulista

Chuvas com rajadas de vento e granizo causaram estragos em pelo menos cinco cidades da região noroeste do Estado de São Paulo, entre a noite de segunda-feira, 30, e a madrugada desta terça-feira, 31. Em Nova Canaã, o vento forte arrancou a cobertura do ginásio de esportes. Na queda, a estrutura metálica derrubou o muro e atingiu casas vizinhas. Ninguém ficou ferido.

Em Santa Fé do Sul, o temporal derrubou sete árvores na Rodovia dos Barrageiros, que liga a cidade a Ilha Solteira. O trânsito ficou prejudicado até a liberação da rodovia pelos bombeiros, durante a manhã.

Grande quantidade de granizo cobriu as ruas e praças de José Bonifácio. Vários veículos ficaram danificados pelo impacto das pedras. Na zona rural, pelo menos dez estufas agrícolas foram destruídas. Um trecho da rodovia Assis Chateaubriand ficou coberto por um tapete de gelo.

Em Ubarana, a queda de uma árvore atingiu uma creche, mas ninguém ficou ferido. Em Mendonça, as ruas da cidade e plantações rurais ficaram cobertas pelo gelo. A Defesa Civil ainda avalia os danos.

Mais água

Choveu mais que o esperado no mês de maio na região da bacia dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), a mais crítica do interior em abastecimento público. Em Piracicaba, choveu quase três vezes mais que a média do mês. No município de Limeira, as chuvas foram 110% mais intensas. Também choveu o dobro do esperado para maio na região de Jundiaí.

As chuvas compensaram o déficit de abril, quando o índice de chuvas nessa região foi menor que o esperado. A vazão dos rios Piracicaba, Jaguari e Atibaia, que abastecem a região, está bem acima da média registrada em abril e mais que o dobro de maio do ano passado. O Rio Piracicaba, que iniciou o mês com vazão de 55,4 metros por segundo, estava na manhã desta terça-feira com vazão de 119,1 m3/s.