23°
Máx
12°
Min

Temporal em SP causa desabamentos e fere 8

A chuva forte que atingiu a capital paulista e a região metropolitana de São Paulo, na tarde de quarta-feira, 24, provocou três desabamentos e 80 ocorrências de enchentes, segundo o Corpo de Bombeiros. Oito pessoas ficaram feridas.

Três vítimas estavam em um desabamento em Santo André, no ABC paulista. Conforme os bombeiros, barracos localizados na Avenida Vicente Celestino foram carregados pela força da água por volta das 16 horas. Outras três pessoas se feriram em um desabamento na Vila Jacuí, zona leste da capital paulista. Duas delas foram atendidas por vizinhos e uma foi encaminhada ao Hospital Tide Setúbal pelos bombeiros. No mesmo bairro, bombeiros tiveram de resgatar três pessoas que ficaram ilhadas na Avenida Laranja da China.

Outras duas vítimas foram arrastadas em uma inundação na Rua Caititu, em Itaquera, também na região leste. Essa parte da cidade foi a mais afetada pelas chuvas e inundações. No bairro São Lucas, próximo do Córrego Oratório, na mesma região, os bombeiros atenderam a mais caso de desabamento. Dessa vez, sem vítimas.

Os seis transbordamentos de rios e córregos registrados na cidade pelo Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da capital paulista também aconteceram na zona leste. A região teve uma média de 46,7 milímetros de chuva no dia, superior ao restante da cidade.

Chuva

A média em toda São Paulo, no dia, foi de 15,4 milímetros - dentro do esperado, uma vez que a previsão para fevereiro é de uma chuva acumulada de 216 milímetros. "Só foi muito concentrada na zona leste e, por isso, teve muitos casos de alagamentos", explicou o meteorologista Michael Pantera, do CGE.

O Rio Aricanduva, na zona leste, transbordou em dois pontos: próximo do número 500 e na esquina com a Rua Dorival Lourenço da Silva. Também transbordaram os Córregos do Lajeado, Jacu-Pêssego, Franguinho e Rio Verde. As ocorrências foram registradas entre 16h55 e 18h15.

Os efeitos da tempestade começaram a ser sentidos por volta das 15 horas, quando o CGE colocou grande parte da capital paulista em estado de atenção para alagamentos. A zona norte, centro, Marginal do Tietê, zonas oeste, sul, sudeste e Marginal do Pinheiros ficaram em estado de atenção para alagamentos por cerca de três horas, no fim da tarde de ontem. O mesmo aconteceu com as regiões das Subprefeituras de Itaquera, Itaim Paulista, Penha e São Miguel Paulista.

Às 18h25, o CGE informou que as chuvas começaram a perder força. Por volta das 20h30, a capital ainda registrava dez pontos de alagamento.

Sufoco

A chuva repercutiu no trânsito da cidade. A capital paulista registrava 237 km de lentidão por volta das 19h30, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). O índice médio para o horário varia entre 78 km e 112 km. Os trens da Linha 5-Lilás do Metrô circularam com velocidade reduzida desde as 15h40.

Até sexta, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, deve predominar tempo nublado, mas com períodos significativos de aberturas de sol. Pancadas de chuva e trovoadas devem ocorrer à tarde. No domingo está prevista a chegada de uma frente fria, que traz maior nebulosidade, declínio de temperatura e chuvas generalizadas.