22°
Máx
17°
Min

Trio do Reino Unido leva Nobel de Física por pesquisas sobre estados da matéria

Três cientistas do Reino Unido que trabalham nos Estados Unidos receberam nesta terça-feira o Nobel de Física. O trio foi agraciado por estudos na área da Topologia, que revelaram segredos por trás de propriedades não usuais da matéria, como a supercondutividade. As descobertas feitas por eles aumentam a expectativa de novas aplicações na ciência de materiais e na eletrônica.

O pesquisador David Thouless ficou com metade do prêmio. Já Duncan Haldane e Michael Kosterlitz dividirão os outros 50%. No total, o Nobel de Física dará ao trio 8 milhões de coroas suecas (US$ 931 mil). As investigações do trio se concentram na área chamada de Topologia, um braço da Matemática que descreve as propriedades que mudam apenas gradualmente e são importantes para a Física Quântica.

A Academia Real Sueca de Ciências premiou os três cientistas por suas "descobertas teóricas das fases de transição topológicas e das fases topológicas da matéria". Segundo a academia, as pesquisas do trio nos anos 1970 e 1980 abriram as portas para um mundo até então desconhecido, onde a matéria assume estados ou fases não usuais. As descobertas geraram rupturas na compreensão teórica dos mistérios da matéria e criaram novas perspectivas sobre o desenvolvimento de materiais inovadores, afirmou a entidade.

Thouless, de 82 anos, é professor emérito na Universidade de Washington. Haldane, de 65 anos, leciona Física na Universidade Princeton, em Nova Jersey, e Kosterlitz, de 73 anos, é professor de Física na Brown University em Providence, Rhode Island.

Em uma entrevista coletiva em um link por telefone, Haldane disse que ficou "muito surpreso e muito grato" pelo prêmio. Fontes: Dow Jones Newswires e Associated Press.