23°
Máx
12°
Min

USP desiste de imprimir jornal universitário

A Superintendência de Comunicação Social da Universidade de São Paulo (USP) decidiu cancelar a impressão do jornal da USP, mais antigo periódico universitário do País, distribuído desde 1985. As notícias do veículo serão produzidas apenas para o meio digital, que deve ser reforçado.

A TV USP, que era transmitida no canal universitário, já está disponível somente na internet desde o ano passado. Com as mudanças, a estimativa é economizar R$ 500 mil com os gastos de impressão e distribuição.

As alterações foram decididas pela USP após a conclusão do relatório de um grupo de trabalho da superintendência que recomendava a economia. Para o superintendente de Comunicação Social, o professor Eugênio Bucci, a mudança considerou mudança de hábito das novas gerações. "Em seu formato impresso, o jornal não cumpre satisfatoriamente sua função", afirmou.

Bucci negou, no entanto, que a medida tenha sido tomada por causa da crise financeira da universidade. "É claro que isso trará uma economia de recursos, que será muito bem vinda. Eu só queria registrar, porém, que a razão principal não foi a economia orçamentária, mas a eficiência da comunicação." Reforçou ainda que o jornal não será descontinuado. "O site do jornal será reforçado, melhorado e ampliado." A previsão de estreia do novo padrão digital é no fim de abril.

O professor Ciro Correia, da Associação dos Docentes da USP (Adusp), apontou um "desmonte" de diversos setores da universidade. "Isso é muito grave e é preciso que esse estado de coisas mude, em prol do interesse público", avalia.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.