26°
Máx
19°
Min

Estudantes conhecem os malefícios do cigarro

Foto: Assessoria - Estudantes conhecem os malefícios do cigarro
Foto: Assessoria

A Organização Mundial da Saúde (OMS) garante que 90% dos fumantes adquirem o hábito antes dos 19 anos. Por isso, campanhas que envolvem crianças e adolescentes são fundamentais na luta contra o tabagismo.

Em Foz do Iguaçu, a Secretaria Municipal da Saúde (SMSA) vai celebrar o Dia Nacional de Combate ao Fumo, que acontece na segunda-feira (29), com uma ação para os estudantes do Colégio Estadual Presidente Castelo Branco, na Vila Maracanã.

Os alunos participarão de uma palestra no saguão da escola, e poderão tirar dúvidas sobre os malefícios do tabaco, incluindo o uso do arguile ou narguilé. Especialistas advertem que uma única tragada no cachimbo d’água equivale ao volume de fumaça de um cigarro inteiro, prejudicando os sistemas respiratório e cardiovascular.

“As pessoas têm a falsa impressão de que as impurezas, como nicotina e alcatrão, são filtradas, mas isso não é real. Uma única sessão de arguile equivale a mais de um maço de cigarros”, explicou a enfermeira Cida Steinmacher, do Programa Municipal de Combate ao Tabagismo.

Depois de receber as informações, as crianças poderão estimular os adultos a parar de fumar. Os alunos receberão um questionário para levar para os pais ou parentes tabagistas.

“É um teste que aponta o grau de dependência do indivíduo, e ele pode inclusive calcular quanto gasta por ano com o cigarro”, disse Cida.

Os pais que quiserem se livrar do vício, poderão aderir ao programa municipal desenvolvido atualmente nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da Vila Yolanda, AKLP e Morumbi II.

Além de alertar que não fumar é o primeiro cuidado para prevenir doenças como o câncer de pulmão, a campanha também mostra que deixar o hábito do cigarro de lado tem reflexos na saúde em 20 minutos.

“Nesse curto espaço de tempo, a pressão arterial e a frequência do pulso voltam ao normal. Em 24 horas, o risco de se ter um acidente cardíaco relacionado ao fumo diminui. Em 48 horas, as terminações nervosas começam a se recuperar de novo e os sentidos de olfato e paladar melhoram. De duas semanas a três meses, a circulação sanguínea melhora consideravelmente. Caminhar torna-se mais fácil e a função pulmonar melhora em até 30%”, explicou o membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica, cirurgião Leonardo Brand.

Câncer

Os fumantes têm entre 20 e 30 vezes mais chances de desenvolver câncer de pulmão. Mas a lista de danos à saúde inclui doenças cardiovasculares, respiratórias, impotência sexual no homem, infertilidade na mulher, osteoporose e até catarata.

Para as mulheres o cigarro associado ao uso de anticoncepcionais também aumenta em 10 vezes o risco de sofrer derrame e infarto. Adultos que são regularmente expostos à fumaça (fumantes passivos) possuem 30% mais risco de desenvolver um câncer de pulmão e até 24% a mais de risco de ter um infarto.

O cigarro contém mais de 4.700 substâncias tóxicas (veja imagem em anexo).

Além das mais conhecidas, como nicotina e monóxido de carbono, a fumaça do cigarro possui substâncias radioativas como polônio 210 e cádmio, elemento químico que compõe as baterias dos carros.

Serviço

A Secretaria Municipal da Saúde (SMSA) realiza na segunda-feira (29), às 10h, uma palestra no Colégio Estadual Presidente Castelo Branco em celebração ao Dia Nacional de Combate ao Fumo.

Os alunos poderão tirar dúvidas sobre os malefícios do cigarro e do uso do arguile ou narguilé, e também estimular os pais a largar o vício. A escola fica na Rua Patrulheiro Venante Otremba, 62, ao lado da Paróquia São Paulo Apóstolo, na Vila Maracanã.

Colaboração: Assessoria de imprensa