28°
Máx
17°
Min

Frio e casos de gripe levam Paraná a pedir mais medicamentos para a gripe

- Frio e casos de gripe levam Paraná a pedir mais medicamentos para a gripe

Com a chegada do inverno, o frio intenso que tem sido registrado em todo o Paraná e o aumento nos casos de gripe, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), solicitou ao Ministério da Saúde um reforço de 100 mil tratamentos Oseltamivir. Com as novas doses, a demanda dos 399 municípios deve ser atendida.

Conforme a Sesa, está havendo um crescimento na quantidade de notificações das Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG). A última atualização, aponta que já foram confirmados no Estado 725 casos de SRAG por influenza, sendo que em uma semana, o acréscimo foi de 57 casos. Do total, 671 casos foram por H1N1.

Apenas neste ano, já foram registradas 116 mortes por gripe no Estado, das quais 105 foram decorrentes de H1N1.

O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo neto, alerta para a importância de se estar atento aos sinais da gripe. “É importante que a população esteja atenta aos sinais de gripe, como febre, dor de garganta forte, tosse, dor de cabeça, mal-estar geral, podendo apresentar dificuldades respiratórias, e que procure o atendimento médico rapidamente”, ressalta.

Tamiflu

O Oseltamivir, medicamento para tratamento dos vírus da Influenza, é disponibilizado gratuitamente para toda a população pelo Sistema Único de Saúde. A orientação é de que ele seja receitado a todos os casos suspeitos da doença, mesmo sem o diagnóstico laboratorial, em receituário médico simples de serviços públicos e privados.

Dados da Secretaria da Saúde apontam que 70% dos pacientes que morreram por SRAG Influenza não receberam a medicação em momento oportuno.

 “As pessoas não devem esperar o agravamento dos sintomas para procurar atendimento médico. A atenção deve ser redobrada em pacientes fragilizados, como idosos, ou que possuem alguma comorbidade, como diabéticos ou hipertensos”, enfatiza a superintendente.

  • Mortes

  • Os óbitos estão distribuídos por 18 Regionais de Saúde (RS):
  • 1ª RS – Paranaguá: 4 mortes
  • 2ª RS – Metropolitana de Curitiba: 27
  • 3ª RS – Ponta Grossa: 9
  • 4ª RS – Irati: 3
  • 5ª RS – Guarapuava: 2
  • 7ª RS – Pato Branco: 1
  • 8ª RS – Francisco Beltrão: 7
  • 9ª RS – Foz do Iguaçu: 16
  • 10ª RS – Cascavel: 5
  • 11ª RS – Campo Mourão: 6
  • 12ª RS – Umuarama: 2
  • 15ª RS – Maringá: 11
  • 16ª RS – Apucarana: 5
  • 17ª RS – Londrina: 6
  • 18ª RS – Cornélio Procópio: 4
  • 19ª RS – Jacarezinho: 2
  • 20ª RS – Toledo: 5
  • 22ª RS – Ivaiporã: 1

Colaboração Secretaria de Estado da Saúde