22°
Máx
17°
Min

Luzes e cores a seu favor: conheça a fototerapia!

Foto: Assessoria - Luzes e cores a seu favor: conheça a fototerapia!
Foto: Assessoria

Que ela é essencial para nosso dia a dia a gente sabe: seja natural ou artificial, sem luz a gente não vive! Mas exposta demais ao sol ou à iluminação de lâmpadas, nossa pele pode sofrer com ressecamento, manchas, doenças... Já se for usada da forma correta, a luz pode ser uma aliada e tanto! Estamos falando da fototerapia, um método terapêutico que utiliza luzes especiais para deixar a pele impecável. 

“Todas as cores têm um receptor específico na célula. Ela reconhece o comprimento da onda e gera uma reação”, explica Camila Elias, esteticista e cosmetóloga da Clínica Naoru Estética e Saúde de Cascavel, acrescentando que para a aplicação dessa técnica, utiliza laser e leds de baixa potência, que por agirem na biomodulação da pele, não machucam e não geram dor. Todo o tratamento é feito associando luzes e ativos.

Um dos aspectos que podem ser melhorados com a fototerapia é a flacidez muscular. Nesse caso, o infravermelho é o escolhido, porque age em tecidos mais profundos, na musculatura, tendões e ossos. “Já para casos de flacidez da pele, podemos usar o laser vermelho que é um pouco mais superficial do que o infra e justamente por isso, fornece a energia celular necessária para a produção de colágeno e elastina. Além disso, existe o led âmbar, que é a luz laranja, que também pode ser usada para atingir esse objetivo”, detalha Camila. E aquele efeito lifting, hidratante e clareador: como conseguir? Com o led azul! Ele também pode ajudar a tratar peles prejudicadas pela acne, porque tem efeito bactericida.

Mas cuidado! O tratamento não é indicado para gestantes e para quem tem alguma lesão de pele. E o período mais recomendado é justamente o inverno! “Gostamos de fazer no período de frio, porque querendo ou não, a gente não se expõe tanto ao sol; e a incidência de raios ultravioleta também é menor no inverno. 

De qualquer forma, logo depois aplicamos um bom protetor solar”, esclarece a esteticista, ressaltando que é preciso zelo para não gerar o chamado “efeito rebote”, que é quando você procura o tratamento para acabar com uma mancha, por exemplo, mas se expõe ao sol e acaba piorando o problema em vez de resolvê-lo. No mais, fototerapia liberada! Benéfica e rápida, ela pode ser feita em sessões de 1h até 1h30 de 15 em 15 dias.

Sobre Camila Elias

É tecnóloga em Estética e Cosmetologia, possui MBA em Cosmetologia aplicada à Dermatofuncional e Estética e está cursando Biomedicina. É proprietária da clínica Naoru Estética e Saúde, inaugurada em 2015 na cidade de Cascavel (PR), que oferece dezenas de tratamentos faciais e corporais para homens e mulheres.

Colaboração: Contelle Assessoria