22°
Máx
14°
Min

Mortes de iguaçuenses por câncer de mama diminuem 56%

Divulgação - Mortes de iguaçuenses por câncer de mama diminuem 56%
Divulgação

A Sociedade Brasileira de Mastologia prevê que uma a cada dez mulheres terá câncer de mama na próxima década. Só esse ano, o Ministério da Saúde estima que os diagnósticos positivos cheguem a 60 mil. Anualmente, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra 14 mil óbitos no Brasil. Mas em Foz do Iguaçu (PR) o índice de mortes por câncer de mama diminuiu 56%. Os dados foram divulgados nessa terça-feira (4) pela 9ª Regional da Saúde durante a abertura oficial do Outubro Rosa.

O levantamento mostra que em 2014 o município registrou 32 óbitos. No ano seguinte, o índice foi de 18 mortes. A taxa de mortalidade é mais acentuada na faixa etária de 50 a 70 anos. Entre os nove municípios da região Oeste, apenas Matelândia e Medianeira registraram aumento nos casos de morte por câncer de mama. No total, a 9ª Regional registrou 45 óbitos em 2014, e 29 em 2015. Houve redução também nos óbitos por câncer de colo de útero. Em Foz, foram nove mortes em 2014 e seis em 2015, diminuição de 66%.

A redução da mortalidade pode estar ligada ao diagnóstico precoce da doença. “Temos várias ferramentas como a mamografia, a ultrassonografia e a ressonância magnética. Quando o câncer é descoberto no começo, a chance de cura é de 95%”, disse o médico cancerologista Arnaldo Pereira Cortez durante a solenidade. 

“O Outubro Rosa é um mês para chamar a atenção para a importância da prevenção, mas as mulheres devem buscar os exames o ano todo”, recomendou a coordenadora regional do Programa de Prevenção ao Câncer Ginecológico, Aldamira Affornalli. 

“Nesse mês, temos mais de mil mamografias disponíveis para a população, mas as mulheres podem procurar sua unidade de saúde de referência e fazer o agendamento sempre que quiserem”, explicou a responsável técnica pela Atenção Básica, Rozineide Batista dos Santos.

O Ministério da Saúde recomenda que as mulheres façam o Papanicolau a partir dos 25 anos e a mamografia depois dos 40. A balconista Nelly Antunes, de 41 anos, aguarda para fazer o procedimento de reconstrução da mama esquerda. Ela fez a mastectomia (remoção da mama) 45 dias após o diagnóstico. 

“Eu fazia a mamografia anualmente e descobri o câncer dez meses após um desses exames, em 2013. O tumor já estava grande e ainda havia uma inflamação”, lembra Nelly. Foram dias difíceis, mas ela encontrou apoio. 

“Faço parte da Unican, uma entidade que ajuda muitos os portadores de câncer e posso afirmar: a dor passa”, disse.

A União Iguaçuense de Apoio as Pessoas com Câncer (Unican) foi criada para auxiliar a todos os pacientes, seja qual for o tipo de tumor. Desde que foi fundada, há cinco anos, já cadastrou 362 pacientes. Só com câncer de mama, 13 mulheres são atendidas atualmente. 

“Elas recebem atendimento psicológico, social, orientação e encaminhamento, suplemento alimentar e ainda prestamos auxilio às famílias”, explicou a assistente social da Unican, Claudia Medeiros.

EXPOSIÇÃO – A balconista Nelly Antunes, que aguarda pelo procedimento de reconstrução da mama e ainda está em tratamento, foi modelo para um ensaio realizado no ano passado pela fotógrafa Fabiana Copetti. Com o título “Envolva-se”, a exposição revela a beleza da mulher que enfrentou o câncer de mama, suas dores e perdas, e o renascimento para a vida. As fotografias, que fazem alusão ao Outubro Rosa, poderão ser apreciadas a partir da próxima sexta-feira (7) na biblioteca do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). No dia 18, a exposição estará no Centro de Recepção de Visitantes (CRV) da Usina de Itaipu.

PROGRAMAÇÃO DO OUTUBRO ROSA NAS UBSS

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Foz do Iguaçu vão oferecer períodos especiais para as mulheres durante o Outubro Rosa. Desde segunda-feira (3), a UBS Jupira dedica o turno da tarde para coleta de preventivo, agendamento de mamografias e testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites. Os atendimentos serão mantidos até sexta-feira (7), das 14h30 às 17h30.

No Jardim América, também haverá uma semana de Outubro Rosa, entre os dias 17 e 21, das 9h às 12h, e das 13h às 17h. Além dos exames de rotina, estão previstas palestras sobre câncer de colo de útero e informações sobre HPV. No posto de saúde Curitibano, a programação especial também começa no dia 17 e vai durar uma semana, com atendimentos entre 13h e 18h. Além dos preventivos, haverá palestra sobre a saúde da mulher.

A UBS Cidade Nova fará atendimentos no dia 21, das 7h às 13h. No Porto Belo, a programação será no dia 22, das 9h às 14h. A UBS Vila C Velha também realiza o Outubro Rosa no dia 22, das 8h às 12h.

As unidades São João, Vila C Nova e AKLP vão intensificar o agendamento de mamografias e preventivos durante todo o mês. Na AKLP, às quartas-feiras (5, 19 e 26 de outubro), haverá palestras sobre câncer ginecológico e saúde bucal.

Colaboração: Assessoria.