24°
Máx
17°
Min

“Pais devem adaptar crianças antes do Horário de Verão”, diz psicopedagoga

(Foto: Marcos Santos/USP Imagens) - “Pais devem adaptar crianças ao Horário de Verão”, diz psicopedagoga
(Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

O Horário de Verão vai se aproximando, mas além de trazer economia na conta de luz, também traz alguns assuntos que devem ser discutidos, principalmente quanto às crianças. Apesar de parecer pouco, essa uma hora de atraso nos relógios pode alterar alguns comportamentos nos menores, pelo menos até a adaptação.

De acordo com a psicopedagoga, Domus Aurea, 48 anos, gestora do 1º e 2º anos do Colégio Positivo Júnior, o humor das crianças pode ser um pouco diferente. “Essa mudança drástica na rotina delas pode ser percebida pela irritação e cansaço, pois elas precisam acordar mais cedo”.

Segundo a gestora, os pais devem preparar as crianças na semana anterior a mudança, pois isso pode facilitar a adaptação. “O ideal é que os pais entrem com essa mudança de um modo suave e gradativo. Colocar as crianças mais cedo para dormir na última semana antes da mudança de horário pode fazer com que elas se adaptem mais rápido”.

Na escola, a mudança de horários também interfere na alimentação das crianças, mas segundo a professora, não há preocupação. “Como a criança acorda mais cedo, toma café da manhã mais cedo no horário de verão, é natural que a alimentação escolar também seja feita dessa forma. Mesmo o relógio marcando meio-dia, na verdade a alimentação foi às 11 horas”.

Uma situação importante colocada pela psicopedagoga, foi a de que o horário deve ser aproveitado pelos pais. “Como vão chegar em casa mais cedo, vão buscar o filho na escola mais cedo, seria muito importante para o desenvolvimento da criança, aproveitar esse tempo para fazer uma atividade diferente, como ir no parque, pois ainda será dia”.

 O Horário de Verão começa à zero hora do próximo domingo (16), e os relógios deverão ser adiantados em uma hora. O novo horário é válido para todos as unidades federativas das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste (Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo).