22°
Máx
17°
Min

Paraná já distribuiu 92% das doses da vacina contra gripe

(Foto: Sumaia Villela/Agência Brasil) - Paraná já distribuiu 92% das doses da vacina contra gripe
(Foto: Sumaia Villela/Agência Brasil)

A Secretaria estadual da Saúde distribuiu mais um lote de vacinas da gripe para todos os municípios do Estado. A remessa enviada pelo Ministério da Saúde na última semana representa 92% do total de vacinas destinadas ao Paraná para toda campanha. O volume recebido até agora totaliza 2,7 milhões de doses. 

“A logística de distribuição foi prontamente organizada para que não houvesse falta de vacina em nenhuma Regional de Saúde”, explica a chefe do Centro de Epidemiologia, Julia Cordellini. Quatro regionais do Estado já receberam 100% do estoque: 5ª RS – Guarapuava, 6ª RS – União da Vitória, 17ª RS – Londrina e 18ª RS – Cornélio Procópio. 

Ela explica que, a partir do recebimento das vacinas, o município precisa organizar a distribuição. “Para que um local não fique sem vacina, os gestores precisam ficar atentos à demanda e remanejar as doses entre as Unidades de Saúde com mais e menos fluxo de pessoas”, recomenda Julia. 

Cobertura

A cobertura vacinal do Estado já chega a quase 70% do público-alvo. “Em duas semanas de campanha, já estamos próximos de atingir a meta. A grande procura pela vacina mostra que a população paranaense está sensibilizada e buscando as Unidades de Saúde”, comenta a chefe da Epidemiologia. 

De acordo com o coordenador estadual de Imunização, João Luís Crivellaro, a maior preocupação é com as gestantes. “Dentre o público-alvo da campanha, as gestantes são as que menos receberam a vacina. Até agora, apenas 49% foram vacinadas no Paraná”, diz. 

Crivellaro ressalta que a vacina é segura e não causa nenhum comprometimento ao bebê. “É importante que as gestantes procurem a Unidade de Saúde o quanto antes. A Influenza pode evoluir mais rapidamente durante a gravidez e levar, até mesmo, ao óbito”, fala. 

Números

Até esta segunda-feira (9), o Paraná confirmou 307 casos de Influenza, sendo 279 de H1N1. Entre Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG), com necessidade de internação, e Síndromes Gripais (SG), registrados por 23 unidades sentinelas no Estado, 91% são de H1N1. 

Das 22 Regionais de Saúde do Paraná, 20 já apresentam casos confirmados da doença. A 15ª RS – Maringá foi a região com maior número de confirmações no Estado, totalizando 97 casos desde o início do ano. 

Até esta segunda-feira (9), foram confirmados 22 óbitos por H1N1 no Paraná. As cidades que registraram as mortes foram Curitiba (2), Quitandinha (1), São José dos Pinhais (1), Marmeleiro (3), Foz do Iguaçu (6), Espigão Alto do Iguaçu (1), Campo Mourão (2), Umuarama (1), Maringá (1), Apucarana (2), Londrina (1) e Cornélio Procópio (1).

Colaboração AENPr.