21°
Máx
17°
Min

Pintando julho de verde!

Foto: Divulgação - Pintando julho de verde!
Foto: Divulgação

Em 2015 foi instituído pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) o “Julho Verde”, um projeto para prevenção e detecção precoce da doença. O dia 27 foi escolhido para ser o Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço, porém a campanha é feita durante todo o mês de julho.

As doenças mais comuns são os tumores da boca (língua, assoalho da boca, lábio, etc), orofaringe (amígdalas, base da língua, palato mole) e laringe. Os principais sintomas desse tipo de câncer são: aftas, feridas que não cicatrizam, nódulos e linfonodos (ínguas) cervicais que aumentam e não diminuem em 21 dias, dor para deglutição, emagrecimento, rouquidão entre outras manifestações.

É importante salientar que esses tumores são altamente possíveis de prevenção, sendo assim, se faz ainda mais importante a propagação da campanha “Julho Verde”. Com medidas simples como evitar ou abandonar o tabaco e o álcool, com o auto-exame da boca e consulta médica ou odontológica de rotina fica mais difícil adquirir a doença e mais fácil diagnosticá-la se existir. 

90% dos casos estão totalmente ligados ao tabaco e o álcool, o HPV (papilomavírus humano) pode ser o agente causador de alguns tumores, especialmente o câncer da orofaringe (amígdala). “Quando recebemos o paciente com câncer nós o classificamos num estágio de um a quatro. Infelizmente a gente recebe a grande maioria desses pacientes em estados avançados, como no três ou quatro”, lamenta o oncologista da Uopeccan Dr. Hildebrando Nagai, especialista em cirurgia oncológica e cirurgia de cabeça e pescoço.

Os idosos que usam próteses dentárias também devem ficar atentos, a família precisa sempre verificar a existência de lesões em baixo destas próteses. Este é o 5º tumor mais comum nos homens, porém é uma doença curável, se diagnosticada precocemente. Na fase inicial da doença as chances de cura chegam a 95%, já na fase avançada diminui para 30%. As chances de sequelas também diminuem gradativamente se a doença for diagnosticada logo no início e o paciente mantem um bom resultado na voz e na deglutição;

Na fase inicial “o tratamento inclui uma única modalidade, cirurgia ou radioterapia. Já na doença avançada há sequelas como perda da voz, dificuldade ou impossibilidade de se alimentar, deformidades”, alerta a Coordenadora de Campanha Julho Verde – Paraná, Paola Pedruzzi. 

“O tratamento precoce é mais rápido, eficaz, possibilitando o paciente a retornar à suas atividades diárias sem maiores sequelas. O tratamento da doença mais avançada necessita de múltiplas fases, com prejuízos ao paciente, família e toda a sociedade, pois gera um custo elevado, perda de vidas e aposentadoria precoce em pessoas jovens, em parte dos casos”, explica.

Segundo o Dr. Nagai, as formas de prevenção são simples: “não fumar, evitar etilismo (uso excessivo do álcool) e manter proteção nas relações sexuais”.

O Papilonavírus que motiva o câncer do colo do útero, também causa o câncer de cabeça e pescoço. “A infecção pelo HPV é um importante fator de desenvolvimento do câncer de faringe. Uma das formas de contágio por essa infecção é por meio da prática do sexo oral e em pessoas com múltiplos parceiros sexuais”, explica o cirurgião de cabeça e pescoço Dr. Fernando Walder, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Colaboração: Assessoria de imprensa