23°
Máx
12°
Min

Setembro Amarelo é encerrado com mensagem de prevenção ao suicídio em Maringá

O Setembro Amarelo foi encerrado nesta sexta-feira (30) com uma mensagem de prevenção ao suicídio. Em Maringá, uma unidade do Centro de Valorização da Vida (CVV) foi criada este ano para prestar apoio, por meio de telefonemas para escuta e aconselhamento pelo número 141.

Uma mulher que já tentou tirar a própria vida conta que a angústia que leva ao suicídio é inexplicável. “É uma dor tão grande, que pode ser para chamar a atenção, mas para essa dor, o remédio é morrer”, diz.

Outra vítima que se salvou relata que perdeu o irmão em um suicídio dentro de uma clínica de reabilitação, há sete anos. Dois anos depois, sem conseguir ‘digerir’ a falta do parente, teve a mesma escolha. “Você não tenta acabar com a vida, mas com aquela dor.”

Setembro Amarelo

O Setembro Amarelo foi criado para conscientizar e prestar ajudar a quem pensa em suicídio, já que são registradas 32 mortes desse tipo diariamente no Brasil. No Paraná, Campo Mourão tem o maior índice.

A psicológa Raquel Antoniassi defende que há como sair da dor e buscar novos caminhos. “A gente se preocupa tanto em prevenir problemas de saúde física, hipertensão, diabetes, obesidade, porque são problemas que podem levar à morte. E quando a gente está falando de suicídio, a gente está falando de um problema tal qual esses”, argumentou.

Quem precisa de ajuda não deve ter vergonha e pode ligar para o telefone 141.

Colaboração Célia Martinez e Alex Magosso da Rede Massa