21°
Máx
17°
Min

UBSs de Foz oferecem vacinas até dia 30 de setembro; saiba se você pode tomar

Mauro Welter - UBSs de Foz oferecem vacinas até dia 30 de setembro
Mauro Welter

Começou nessa segunda-feira (19) a Campanha Nacional de multivacinação, em que são oferecidas todas as vacinas do Sistema Único de Saúde (SUS). São até 14 imunizações. Estão na lista a BCG, Pentavalente, Tríplice Viral e Rotavírus, entre outras, para crianças menores de cinco anos. Para o público com idade entre 9 e 14 anos, também estão disponíveis várias imunizações, entre elas para Hepatite B e HPV, essa última específica para as meninas. Até o dia 30 de setembro, todas as 29 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Foz estarão oferecendo as medicações.

Na UBS Vila Yolanda, uma das que mais atendem crianças no município, a procura pelas vacinas começou cedo. A cabeleireira Suelen Alves, de 30 anos, levou o filho Jonas, de apenas um ano. “Ele teve catapora e, por isso, perdi o prazo para algumas vacinas, mas hoje vamos sair daqui com tudo certo”, disse a mãe. O garoto recebeu a Tríplice Viral, que protege do sarampo, caxumba e rubéola, e imunização contra a meningite e pneumonia.

Esse ano, o calendário de vacinação organizado pelo Ministério da Saúde sofreu algumas alterações. A vacina contra o HPV, que previne o câncer de colo de útero, antes exigia três doses. Agora, são duas com intervalo de seis meses. Já a Meningocócica, cujo esquema básico é feito em duas doses e um reforço, pode ser em dose única até os quatro anos. A empresária Eveline Mezzomo trouxe a filha Gabriela, de 6 anos, que não escondia o medo da agulha. A menina tinha duas imunizações em atraso. “Muito bom poder receber todas as vacinas em um só local”, elogiou a mãe.

Ao contrário de outras campanhas, a multivacinação não tem meta. “O objetivo é resgatar crianças e adolescentes que estão com a vacinação atrasada, e assim colocar em dia a carteira”, explicou a coordenadora do Programa Municipal de Imunização, enfermeira Ângela Gonzalez. “Os vacinadores do município estão preparados para avaliar a caderneta e verificar as vacinas em atraso”, completou.

Colaboração: Assessoria.