23°
Máx
12°
Min

ABPA diz que Plano Agro Mais contempla demandas do setor e reduz custos

O presidente executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, aprovou medidas do Plano Agro Mais, lançado nesta quarta-feira, 24, pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em especial o fim da necessidade da reinspeção de produtos de origem animal, que, segundo ele, atrasava as exportações do setor.

"É de interesse das empresas estar plenamente adequadas às exigências do mercado internacional para manter suas exportações, algo que já é fiscalizado pela primeira inspeção federal, nas plantas frigoríficas. A reinspeção encarece o processo e tira nossa competitividade", disse Turra em nota.

Conforme a ABPA, o Plano Agro Mais contemplou outras demandas apresentadas pela entidade, como a alteração da temperatura de congelamento de carne suína, de -18ºC para -12ºC. Conforme a nota, a medida "elimina custos sem causar qualquer impacto à qualidade dos produtos do setor". Também foi aprovado o sistema de rótulos e produtos de origem animal - que deve tornar mais ágil o registro de rótulos de novos produtos.

"Além do isolamento comercial, a burocracia sempre foi um dos principais causadores do atraso brasileiro diante do mercado internacional. Ao ter como foco principal a desburocratização, o plano lançado hoje pelo ministro Blairo caminha, em excelente hora, para a construção de um momento mais adequado à posição que o setor produtivo do País assumiu como grande fornecedor de alimentos para o mundo", afirma Turra.