20°
Máx
14°
Min

Ação da PF e otimismo externo colocam dólar em queda ante real

O dólar começou a quinta-feira, 23, em queda recuava mais de 1%, acompanhando o bom humor no exterior, em meio à expectativa de que os britânicos votem pela permanência do Reino Unido na União Europeia. O movimento reflete também a reação à megaoperação da Polícia Federal deflagrada pela manhã, que já resultou na prisão do ex-ministro das Comunicações e do Planejamento nos governos de Lula e de Dilma Paulo Bernardo(PT-PR), marido da senadora e ex-ministra-chefe da Casa Civil Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Também pela manhã, Paulo Ferreira, ex-tesoureiro do PT também foi preso. O ex-ministro da Previdência Social Carlos Gabas no governo Dilma é alvo de condução coercitiva.

Às 9h38, o dólar à vista no balcão caía 0,88%, a R$ 3,3493, pouco depois de tocar a mínima de R$ 3,3413, menor patamar intraday desde 31/07/2015 (R$ 3,3362).

As atenções estarão também na participação do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, de evento em São Paulo e na coletiva da Polícia Federal, às 11 horas, para explicar operação Custo Brasil, desdobramento da Lava Jato.

Outra notícia digerida nesta quinta é a de que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu transformar, pela segunda vez, o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em réu da Operação Lava Jato.