24°
Máx
17°
Min

Ações de Petrobras e Banco do Brasil impulsionam alta de mais de 5% da Bovespa

A Bovespa começou o pregão desta quinta-feira, 17, em forte alta, impulsionada pela valorização acentuada das ações de estatais e empresas ligadas ao governo, em meio ao aprofundamento da crise no Planalto, após a divulgação de gravações telefônicas entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O mercado monitora neste momento a posse de Lula como ministro-chefe da Casa Civil, iniciada pela manhã. O dólar seguia em queda de mais de 2% ante o real. Em Nova York, as bolsas abriram divergentes há pouco.

Às 10h33, o Ibovespa subia 5,20%, aos 50.246 pontos. As ações da Petrobras subiam 9,68% (PN) e 7,08% (ON). Os papéis do Banco do Brasil ON avançavam 13,54%. As ações de bancos também estava em forte alta. O dólar à vista no balcão tinha queda de 2,27%, a R$ 3,6576.

Também no foco está a eleição, na Câmara, dos integrantes da comissão especial do impeachment de Dilma. As 14 urnas que serão usadas para a votação estão instaladas e a equipe de limpeza já prepara o plenário para a sessão. Na reunião de dezembro, em que foi escolhida uma chapa para compor a comissão - mas acabou anulada pelo Supremo Tribunal Federal - houve bate-boca e urnas foram quebradas pelos parlamentares.