22°
Máx
17°
Min

Ações de Vale e bancos caem, levando junto a Bovespa

Depois de demonstrar instabilidade logo na abertura, o Ibovespa consolidou o sinal negativo na manhã desta quinta-feira, 18. O recuo é puxado, especialmente pelas ações de bancos. As ações da Vale também estão em queda, depois de exibirem sinal positivo nos primeiros minutos do pregão.

Segundo um operador de renda variável, o movimento de ajuste para baixo acontece porque as cotações foram "infladas" nos últimos quatro fechamentos de pregão espera do vencimento de opções sobre o Ibovespa.

A alta das ações da Petrobras, que segue a valorização do petróleo, evita uma queda maior do Ibovespa. No noticiário corporativo, a ON da Oi também gera pressão altista. A ação está entre as maiores altas do índice em meio a repercussões de que o fundo LetterOne poderá propor capitalização na companhia de telecomunicações.

Às 11h36, o Ibovespa caía 0,67% aos 41.351,60 pontos. A ON da Petrobras avançava 2,36%. A ON da Oi subia 5,49%. A PN do Bradesco recuava 1,39%. E a PNA da Vale perdia 0,58%.

Os analistas em Nova York do grupo financeiro japonês Nomura preveem mais notícias ruins para o Brasil nos próximos meses, com o País devendo sofrer novos rebaixamentos de ratings soberanos. Sobre a decisão da quarta-feira, 18, da Standard & Poor's de cortar pela segunda vez em cinco meses a nota brasileira, a expectativa da casa é de impacto reduzido nos preços dos ativos.