21°
Máx
17°
Min

Alta de 2,62% no custo da mão de obra acelera INCC na 2ª prévia do IGP-M

O aumento na despesa com mão de obra acelerou o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M) na segunda prévia do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) de julho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). O INCC-M saiu de alta de 0,48% na segunda prévia de junho para elevação de 1,46% na segunda prévia deste mês. O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços passou de 0,13% para 0,12% no período. Já o índice que representa o custo da Mão de Obra saiu de 0,80% para 2,62%.

Os itens que mais pressionaram o INCC-M na segunda prévia de julho foram ajudante especializado (2,56%), servente (2,74%), carpinteiro de forma, esquadria e telhado (2,99%), pedreiro (2,70%) e eletricista (3,05%).

Já os recuos mais relevantes foram de cimento Portland comum (-1,56%), aluguel e máquinas e equipamentos (-0,89%), condutores elétricos (-1,83%), esquadrias de alumínio (-0,67%) e projetos (-0,22%).