27°
Máx
13°
Min

Aneel aprova reajuste de 12,82% para CPFL Sul Paulista em 4º ciclo de revisão

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 22, um reajuste de 12,82% nas tarifas da CPFL Sul Paulista. Para consumidores conectados à alta tensão, as tarifas devem subir 6,33%, e para a baixa tensão, 17,05%. As novas tarifas vigoram a partir desta terça.

De acordo com o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, o aumento foi influenciado pelos efeitos financeiros de 2015, uma vez que a companhia arcou, ao longo do ano, com custos elevados no que diz respeito à compra de energia, e somente foi ressarcida agora. Um dos principais impactos foram as despesas com a energia de Itaipu, que é cotada em dólar, e tiveram impacto relevante, devido à desvalorização do real no ano passado.

A empresa também aumentou o volume de investimentos, o que eleva a base de remuneração da companhia e traz impactos à tarifa. Segundo Rufino, os efeitos financeiros foram responsáveis por 7,5 pontos porcentuais no reajuste, enquanto os investimentos tiveram impacto de 2,3 pontos porcentuais.

O reajuste diz respeito à quarta revisão tarifária da companhia, processo feito de quatro em quatro anos que tem como objetivo garantir o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos de concessão.

A CPFL Sul Paulista atende 80 mil unidades consumidoras em Itapetininga e outros quatro municípios do interior de São Paulo.

CPFL Santa Cruz

A Aneel aprovou também um reajuste de 7,15% nas tarifas da CPFL Santa Cruz. Para consumidores conectados à alta tensão, as tarifas devem cair 4,13% e para a baixa tensão devem aumentar 13,35%. As novas tarifas vigoram a partir desta terça.

O reajuste diz respeito à quarta revisão tarifária da companhia, processo feito de quatro em quatro anos que tem como objetivo garantir o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos de concessão.

De acordo com o relator do processo, diretor Reive Barros, o aumento foi influenciado pelos efeitos financeiros de 2015, uma vez que a companhia arcou, ao longo do ano, com custos elevados no que diz respeito à compra de energia. Esse item teve impacto de 8,88 pontos porcentuais no reajuste, dos quais 5,74 p.p. estão relacionados à energia de Itaipu, que é cotada em dólar.

A CPFL Santa Cruz atende 197 mil consumidores em Ourinhos e outros 26 municípios do interior de São Paulo e Paraná.