22°
Máx
14°
Min

Aneel aprova reajuste nas tarifas da Energisa MG e redução nas da Copel e CFLO

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 21, um reajuste de 2,16% nas tarifas da Energisa Minas Gerais. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 3,86%, e para a baixa tensão, de 1,68%. As novas tarifas vigoram a partir de 22 de junho.

O reajuste diz respeito ao quarto ciclo de revisão tarifária periódica, processo realizado pela Aneel de quatro em quatro anos com o objetivo de manter o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos. A empresa atende a 386 mil consumidores em 66 municípios da Zona da Mata Mineira, além de Sumidouro (RJ).

Copel

A Aneel também aprovou uma redução de 12,87% nas tarifas da Copel. Para consumidores conectados à alta tensão, a queda será de 11,61%, e para a baixa tensão, haverá uma diminuição de 13,83%. As novas tarifas vigoram a partir de 24 de junho.

O reajuste diz respeito ao quarto ciclo de revisão tarifária periódica, processo realizado pela Aneel de quatro em quatro anos com o objetivo de manter o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos.

O principal motivo dessa redução são itens financeiros, explicou o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino. Em 2014, o governo do Paraná, acionista majoritário da companhia, pediu autorização da agência para aplicar um reajuste de 24,86%, bem menor do que o calculado pela Aneel, que era de 35,05%.

No ano seguinte, em 2015, a Copel voltou atrás e pediu autorização para repassar os valores diferidos. O reajuste aprovado pela Aneel, e integralmente aplicado, foi de 15,32%, dos quais 11,84 pontos porcentuais estavam relacionados ao valor represado em 2014.

Nos últimos 12 meses, a tarifa dos consumidores da Copel, portanto, incorporou todo o reajuste do ano anterior, mais parte do valor represado de 2014. Agora, esse efeito financeiro finalmente será retirado das tarifas. A Copel atende a 4,4 milhões de consumidores no Paraná.

CFLO

Outra aprovação da Aneel foi uma redução de 16,48% nas tarifas da Companhia Força e Luz do Oeste (CFLO). Para consumidores conectados em alta tensão, a queda será de 20,09%, e para a baixa tensão, haverá uma diminuição de 13,84%. As novas tarifas vigoram a partir de 29 de junho.

O reajuste diz respeito ao quarto ciclo de revisão tarifária periódica, processo realizado pela Aneel de quatro em quatro anos com o objetivo de manter o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos. A CFLO é suprida pela Copel, por isso houve queda expressiva em suas tarifas, que também teve redução tarifária.

A CFLO pertence ao Grupo Energisa e atende a 54 mil consumidores no município de Guarapuava (PR).