21°
Máx
17°
Min

Aneel autoriza operação comercial de primeira turbina de Belo Monte

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou na terça-feira, 19, a entrada em operação comercial da primeira turbina da Hidrelétrica de Belo Monte, usina que está em construção no Rio Xingu, no Pará.

A autorização foi dada para a primeira turbina de 611 megawatts (MW) da casa de força principal da hidrelétrica. Ao todo, 18 máquinas de 611 MW entrarão em operação até a conclusão da usina, prevista para início de 2019. Com a autorização, a energia gerada a partir desta quarta-feira está disponível ao Sistema Interligado Nacional, rede de transmissão que distribui energia pelo País.

No dia 5 de abril, a concessionária Norte Energia, dona da hidrelétrica, já havia sincronizado a primeira turbina de 611 MW e uma segunda máquina, de 38,9 MW, de sua casa de força complementar. Naquela data, ambas já passaram a fornecer energia em fase de pré-operação comercial.

O início da operação ocorre com um pouco mais de um ano de atraso. Pelo cronograma original, Belo Monte tinha que ter sido acionada em 28 de fevereiro de 2015, a partir de sua casa de força complementar. No caso da unidade principal, o acionamento se dá com 20 dias de atraso.

A previsão é que a cada dois meses, em média, seja ativada uma nova turbina até o pleno funcionamento da hidrelétrica, em 2019. Quando pronta, Belo Monte terá capacidade total instalada de 11.233,1 megawatts (MW), com garantia assegurada de 4,571 mil megawatts médios (MWmed).