26°
Máx
19°
Min

Aneel nega pedido da Eletropaulo de reajuste extraordinário

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) negou nesta terça-feira, 22, o pedido da Eletropaulo para obter um reajuste extraordinário. A empresa alegou que seus custos estavam acima da tarifa autorizada pelo órgão regulador e solicitou um aumento extra. Porém, para a Aneel, a Eletropaulo não conseguiu comprovar que havia desequilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão.

De acordo com o relator, diretor Andre Pepitone, o déficit apresentado pela Eletropaulo, de R$ 552 milhões, pode ser carregado até a data do reajuste tarifário da empresa, em julho. Segundo ele, o valor representa 45% do Ebitda regulatório da companhia e 20% da parcela B.

O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, disse que o órgão está sensível aos pedidos das distribuidoras e trabalha para aperfeiçoar o processo tarifário. "Porém, sabemos que a revisão tarifária extraordinária não é o melhor processo", afirmou. "Claro que há uma perturbação, mas não chega a justificar um reajuste extraordinário."