22°
Máx
16°
Min

Anfavea elogia novas condições de financiamento à exportação

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, afirmou nesta quinta-feira, 14, que recebeu "com grande entusiasmo" a notícia de que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou novas condições de financiamento para a exportação. "Vivemos um período de excelentes oportunidades no comércio exterior e, neste contexto, medidas para reduzir custos, tornar mais ágil e simplificar os processos são extremamente benéficas para alavancar as exportações brasileiras", disse o executivo, em nota.

Com a mudança, o financiamento da produção de bens de consumo voltada para o exterior, no qual se encaixam as montadoras, terá custo reduzido de 15,75% ao ano para 11,53%.

Pela manhã, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, afirmou que a melhoria das condições de financiamento busca um nivelamento de taxas para dar maior competitividade às empresas brasileiras no mercado internacional. Ele destacou que o momento é de alta ociosidade no setor industrial. As montadoras, por exemplo, operam, em média, com 38% da capacidade instalada.

Antes mesmo do anúncio do BNDES, as montadoras já buscavam o mercado externo para driblar a baixa demanda por veículos no mercado interno. Segundo dados da própria Anfavea, o primeiro trimestre de 2016 registrou crescimento de 24% no número de unidades exportadas em relação a igual período de 2015, enquanto a venda interna de veículos acumula queda de 28,6% nos primeiros três meses deste ano em relação a igual período do ano passado.

Coutinho disse também que o País vive momento de redução na demanda de crédito e redistribuição para outras fontes. Segundo ele, áreas que têm demanda são as de infraestrutura, equipamentos, agronegócios e exportação. "Falta de crédito para exportação poderia comprometer recuperação da economia", disse.

Moderfrota

Moan também elogiou a destinação, pelo BNDES, de mais R$ 300 milhões para o Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota). Segundo ele, a ampliação do orçamento para o financiamento das máquinas chega em boa hora, às vésperas da Agrishow, que acontece de 25 a 29 de abril em Ribeirão Preto.

"Exaltamos este reforço de recursos com taxas competitivas, que será fundamental para estimular o investidor, alavancar as vendas do segmento e, consequentemente, aumentar a produtividade no campo por meio da utilização de máquinas novas e modernas", disse Moan em nota. Com a confirmação dos recursos, feita nesta quinta-feira, 14, o orçamento do Moderfrota na atual temporada passa a ser de R$ 4,04 bilhões.