27°
Máx
13°
Min

Anfavea vê número de funcionários no nível de 2010 e produção similar à de 2004

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antonio Megale, sugeriu nesta segunda-feira, 6, que o movimento de demissões no setor automotivo deve permanecer. "O número atual de funcionários (127 mil) voltou ao nível de 2010, enquanto a produção voltou ao ritmo de 2004, então ainda existe um número maior de funcionários em relação à produção", disse o executivo.

Em função disso, tem diminuído a demanda das montadoras por instrumentos que buscam evitar demissões, como o lay-off (suspensão temporária de contratos) e o Programa de Proteção ao Emprego (PPE). Segundo Megale, há hoje 6 mil funcionários em lay-off e outros 21 mil no PPE. No início do ano, eram 6,6 mil em lay-off e 36,5 mil no PPE.

Só em maio, 1.360 vagas de emprego foram eliminadas. Considerando os últimos 12 meses, são 10.208 mil vagas a menos. Com isso, a indústria conta hoje com 127.986 funcionários, recuo de 7,4% em relação ao nível de maio do ano passado.