28°
Máx
17°
Min

Após abrir em alta e bater máximas, Ibovespa perde força com NY em queda

Depois de abrir em alta nesta segunda-feira, dia 1º, o Ibovespa passou a renovar a pontuação máxima e chegou a 57.729 pontos. A valorização perdeu força, entretanto, às 10h30, depois de as bolsas em Nova York iniciarem os negócios com variação negativa.

O sinal positivo do mercado brasileiro também contrasta com a persistente queda das bolsas na Europa nesta segunda-feira, mas encontra justificativa na expectativa do investidor, na avaliação de Hersz Ferman, analista da Elite Corretora. Ele argumenta que o noticiário doméstico tem trazido notícias que mostram que o ajuste fiscal vai acontecer. Ferman cita o debate sobre a Previdência, sobre securitização de dívida em um cenário de queda na projeção do IPCA para 2017.

Do exterior, o analista aponta a expectativa de uma nova injeção de liquidez, dessa vez por parte do banco central da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês). A reunião da instituição está marcada para quinta-feira, 4, quando os dirigentes tendem a reagir ao PMI industrial britânico. O dado, divulgado hoje, mostrou queda ao menor nível desde fevereiro de 2013 e agora mostra contração.

Também gera pressão de alta no Ibovespa, ainda que indireta, a valorização do minério de ferro. A commodity iniciou agosto com alta de 2,9% e retornou ao patamar de US$ 60 por tonelada, o que não ocorria desde o início de maio.

Esse valor segue a referência do insumo com teor de concentração de 62% negociado no porto de Tianjin, na China. As ações da Vale estavam em alta. Às 10h36, o Ibovespa subia 0,15% aos 57.393 pontos. A PNA da Vale subia 1,00% O Dow Jones recuava 0,16%.