28°
Máx
17°
Min

Arrecadação de impostos chega amanhã à marca de R$ 1,2 trilhão, prevê ACSP

O "Impostômetro", painel instalado no centro da capital paulista pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), no qual é exibido o total de impostos, taxas e contribuições arrecadado no País, chegará nesta quarta-feira, 10, às 13h45, à marca de R$ 1,2 trilhão. No ano passado, esse montante foi registrado dois dias antes, em 8 de agosto, o que mostra a perda de arrecadação tributária em função da recessão econômica.

Em nota, Alencar Burti, presidente da associação que reúne as empresas de comércio em São Paulo, avalia, no entanto, que o total de impostos arrecadados no Brasil ainda é "exorbitante", sendo o maior entre países emergentes.

De acordo com o executivo, que também preside a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), o governo interino de Michel Temer perderá credibilidade e apoio popular se elevar tributos.

"Neste momento, o governo precisa da compreensão da população, para que ela o apoie em suas iniciativas". Ele acrescenta que "todas as camadas da sociedade não aguentam mais pagar imposto" e um novo aumento da carga tributária seria inaceitável. "Isso comprometeria todo o esforço que está sendo feito no reerguimento da economia brasileira", comentou Burti.