21°
Máx
17°
Min

Balança tem superávit de US$ 4,435 bi em março, maior valor para o mês na série

Com queda expressiva nas importações e recuo menos intenso nas vendas ao exterior, a balança comercial brasileira registrou em março um superávit de US$ 4,435 bilhões, o maior para o mês na série histórica, que tem início em 1989. No mesmo mês do ano passado, o resultado foi superavitário em US$ 460 milhões.

O montante acumulado no mês passado é resultado de exportações que somam US$ 15,994 bilhões e importações de US$ 11,559 bilhões. O superávit expressivo foi sustentado por uma queda nas importações de 30% em relação a março do ano passado, ocasionada pela retração da atividade econômica. Houve recuo também nas exportações, de 5,8%.

No ano, o saldo comercial acumula resultado positivo de US$ 8,398 bilhões - em 2015, foi registrado um déficit de US$ 5,549 bilhões nesse período. No primeiro trimestre, as exportações somaram US$ 40,585 bilhões, queda de 5,1%. As importações somaram US$ 32,186 bilhões, queda de 33,4%.

Março

No mês passado, houve uma queda nas exportações de todos os grupos de produtos: -14,1% nos semimanufaturados, -5,6% nos manufaturados e -1,8% nos básicos. Pelo lado das importações, decresceram as compras de combustíveis e lubrificantes (-40,8%), bens de consumo (-31%), bens intermediários (-28,3%) e bens de capital (-26,8%).