22°
Máx
14°
Min

BB diz que informará sobre Caffarelli tão logo nome seja publicado no DO

O Banco do Brasil informou na manhã desta sexta-feira, 27, em resposta a um questionamento da Comissão de Valores Mobiliário (CVM), que divulgará o nome de seu novo presidente, Paulo Rogério Caffarelli, assim que "a decisão da nomeação pelo Sr. Vice-Presidente da República, no exercício do cargo de Presidente da República, for publicada no Diário Oficial da União".

Na última quarta-feira, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, indicou Caffarelli para a presidência do BB. Diante disso, o órgão regulador questionou a instituição financeira sobre a não divulgação dessa informação e deu até 9h30 desta sexta-feira para que o BB explicasse "os motivos pelos quais a companhia não divulgou qualquer documento a respeito desse assunto".

Funcionário de carreira com mais de 30 anos no BB, Caffarelli foi o nome defendido pelo ex-ministro da Fazenda Guido Mantega para o comando do banco no início do segundo mandato da presidente afastada Dilma Rousseff. O escolhido, porém, foi Alexandre Abreu. Caffarelli, ex-número 2 da Fazenda, exercia atualmente a função de diretor executivo corporativo da CSN.

Além de Caffarelli, o governo também definiu que a presidência da Caixa ficará com Gilberto Occhi, o nome que já vinha sendo apontado como o favorito. A indicação do ex-ministro da Integração e das Cidades para o cargo foi feita pelo PP, partido da base do governo. Ele substitui a petista Miriam Belchior.

Restrições ao nome de Occhi surgiram no Ministério da Fazenda, mas o presidente do PP, deputado Ciro Nogueira (PI), afirmou que não havia "plano B" e que a indicação já tinha sido aprovada por Temer e pelo ministro Henrique Meirelles. No entanto, nenhum dos dois nomes foi, até agora, publicado no Diário Oficial da União (DO).