24°
Máx
17°
Min

BB renova mandatos de diretores, mas fica com mais uma vice-presidência vaga

O conselho de administração do Banco do Brasil reelegeu toda a sua diretoria executiva, em reunião realizada nesta quinta-feira, 15, com exceção do vice-presidente de Serviços, Infraestrutura e Operações, João Maia. Assim, o banco fica com duas vice-presidências vagas - uma vez que já estava sem um representante em Agronegócios com a saída de Osmar Dias, em julho último.

No caso de Maia, ex-deputado, o mandato não foi renovado porque ele não pode ocupar o cargo, conforme a nova lei das estatais, explica uma fonte, já que atualmente preside o Partido da República (PR), no Rio Grande do Norte.

Os demais vice-presidentes foram reconduzidos ao cargo. São eles: Antonio Maurano, que responde por Negócios de Atacado; Geraldo Dezena da Silva, de Tecnologia; José Mauricio Coelho, Gestão Financeira e de Relações com Investidores; Julio Cezar de Oliveira, Governo; Paulo Roberto Ricci, Distribuição de Varejo e Gestão de Pessoas; Raul Moreira, Negócios de Varejo; e Walter Malieni Junior, de Controles Internos e Gestão de Riscos.

A reeleição da diretoria executiva do BB é um procedimento formal e não tem relação com as mudanças esperadas após Paulo Caffarelli ter assumido o comando do banco público, segundo fonte. Crescem rumores em torno das futuras alterações que ocorrerão no BB. Fontes dizem que Caffarelli já desenhou as mudanças que pretende fazer, mas aguardava a conclusão do impeachment de Dilma Rousseff para colocá-las em prática.